Figura de linguagem

Keywords: Figura de linguagem, Língua portuguesa, Palavra

As figuras de linguagem são desvios da norma padrão de uma língua, a fim de consitutir novos recursos expressivos. Elas podem ser:

Conteúdo

Figuras de som

Aliteração

Aliteração é a repetição de sons consonantais iguais ou parecidos em um contexto. Em geral, a aliteração reforça alguma idéia expressa por meio vocabular. Exemplo:

Assonância

Repetição de sons vocálicos iguais em sílabas tônicas de palavras próximas em um contexto. Exemplos:

Assonância

É a repetiçao de vogais iguais ou parecidas em um contexto "De sino em sino
O silêncio ao som
ensino." (P. Leminski)

Coliteração

É parecida com a aliteração, pois trabalha com sons consonantais não idênticos, mas parecidos. "Acho que a chuva ajuda a gente a se ver" (Caetano Veloso)O som de ch e j são próximos, mas não idênticos.

Paronomásia

Emprego de palavras semelhantes no som, porém diferentes no significado.
Ex: Lixo/Luxo

Figuras de construção

Elipse

Ausência total de termo ou expressão. Supressão de um termo da frase que, pelo contexto, pode ser facilmente recuperado.

Ex: (Nós) Fomos à cidade.

Zeugma

Ausência parcial de termo ou expressão. Ex: Ela gosta de história; eu, de física. Outro ex.:"Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa de que importa?" (Gregório de Matos)(mas)ser rosa, (mas ser) nau vistosa...

Assíndeto

Consiste na omissão de conectivo.

Ex: "Está sem mulher, está sem discurso, está sem carinho, já não pode beber, já não pode fumar, cuspir ja não pode..." (Carlos Drummond)

Polissíndeto

Consiste na repetição expressiva do conectivo coordenado.

Ex: "Vão chegando as burguesinhas pobres, e as crianças da burguesinhas ricas e as mulheres do povo, e as lavadeiras da redondeza." (Manuel Bandeira)

Inversão

Ex: Vários cadernos compraram ontem. ( Ontem compraram vários cadernos.)

Silepse

A concordância é feita com a idéia.

Ex:

Anacoluto

É o erro de regência ou quebra do nexo gramatical.

Ex:

Pleonasmo

Redundância meramente estilística.

Ex: "Antes de dormir andara todo o dia. Resolvera passear a pé, andando calmamente, a despeocupados curtos passos." (A. Cronemberger)

Anáfora

É a repetição de termos no início de cada verso ou frases.

Ex:Era a mais cruel das cenas. Era a mais cruel das situações. Era a mais cruel das missões...

Figuras de pensamento

Antítese

Referência a termos e conceitos contraditórios, constituído por uma oposição lógica.

Ex: Nasce o Sol... depois do dia segue a noite escura...

Paradoxo

Referência a termos e conceitos contraditórios, constituído por uma oposição ilógica ou porque as duas idéias se excluem mutuamente como brincadeira mais séria(Isolda) e o menino entendeu tão rápido que custou para entender' (adaptado de Guimarães Rosa).

Ex: Quero ver o rio de neve em fogo convertido.

Ex:

Ironia

Expressão de idéia pelo seu sentido contrário. Ex:

Eufemismo

Figura caracterizada pela suavização de um termo ou expressão.

Ex:

Hipérbole

Hipérbole é uma figura de linguagem que resulta do uso exagerado da significação das palavras e também um recurso usado para se obter uma maior expressividade em uma frase. Alguns exemplos da ocorrência da hipérbole:

A hipérbole ocorre com freqüência tanto na oralidade como em determinados textos literários.

Prosopopéia ou personificação

Designar qualidades ou ações humanas a seres inanimados, ou animais.

Ex:

Gradação ou Clímax

Gradação é uma figura de linguagem que acontece quando há uma seqüência de palavras, sinônimas ou não, que promovem a intensificação de uma idéia. A gradação é muito usada na língua portuguesa, tanto na oralidade quanto na textualidade. Veja um exemplo de gradação:

"Os seres vivos em geral... nascem, crescem, se reproduzem, envelhecem e morrem"

Apóstrofe

Dá ordem. Faz pedido.

Ex:

Figuras de palavras

Metáfora

Emprego de palavras fora do seu sentido normal, por analogia. É um tipo de comparação implícita, sem termo comparativo.

Ex: A Amazônia é o pulmão do mundo. Encontrei a chave do problema. / "Veja bem, nosso caso / É uma porta entreaberta." (Luís Gonzaga Junior)

Metonímia ou sinédoque

É a relação de dependência ou proximidade entre os elementos.

Ex:

Catacrese

A catacrese é uma figura de linguagem que se tem quando, na falta de uma palavra específica para designar determinado objeto ou ação, utiliza-se uma outra a partir de alguma semelhança conceitual, e normalmente os falantes nem se dão conta de que o sentido da frase pode não estar obedecendo as regras da linguagem.

Alguns exemplos de catacrese são: da mesa, embarquei no avião, cabeça de alho e bico da chaleira.

Antonomásia ou perífrase

Antonomásia: é a substituição de um nome por outro ou por uma expressão que facilmente o identifique.

Exemplos:

Sinestesia

Figura de linguagem caracterizada pela mistura de duas ou mais sensações. Exemplos: Ele me disse doces palavras. / Tem uma cara azeda / Olhar frio.

Keywords: Figura de linguagem, Língua portuguesa, Palavra