Organização da Unidade Africana

Keywords: Organização da Unidade Africana, 1963, 2002, 25 de Maio, 9 de Julho, Addis Ababa, Colonialismo, Commonwealth, Declaração Universal dos Direitos Humanos, Democracia

A Organização da Unidade Africana (OUA) foi criada a 25 de Maio de 1963 em Addis Ababa, Etiópia, através da assinatura da sua Constituição por representantes de 32 governos de países africanos independentes. A OUA foi substituída pela União Africana a 9 de Julho de 2002.

Os objectivos da OUA, expressos na sua Constituição eram:

Durante quase 40 anos de existência, a OUA não conseguiu evitar os inúmeros conflitos que assolaram o continente, nem promover de forma efetiva o seu desenvolvimento. Uma das razões poderia ser o caráter consensual da organização, que nunca puniu os responsáveis por esses problemas, ao contrário da Commonwealth ou da ONU, a primeira por vezes suspendendo das suas actividades governos despóticos, a segunda decretando sanções sobre políticos ou governos.

No entanto, ao manter esse espírito de consenso e a tradição de uma presidência rotativa, decidida em cimeiras anuais regulares, a OUA conseguiu manter a imagem de unidade e de vontade de progresso que lhe granjeou sempre, por parte dos vários blocos econômicos e políticos, apoio real para a resolução de vários problemas.

Apesar de todos os países de África se terem associado à OUA a seguir à sua independência (ou a seguir à democratização da África do Sul subsiste, como questão não resolvida, que continua a ensombrar o espírito de unidade da União Africana, o estatuto do Sahara Ocidental, que foi aceito como membro da organização, o que levou Marrocos a abandoná-la em 1985.

Conteúdo

Realizações da OUA

Integração Económica de África

Órgãos da OUA

Links externos

Keywords: Organização da Unidade Africana, 1963, 2002, 25 de Maio, 9 de Julho, Addis Ababa, Colonialismo, Commonwealth, Declaração Universal dos Direitos Humanos, Democracia